Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Cantinho da Dina

Parar é morrer e eu não quero morrer já, por isso não posso parar... tenho de bricolar!!!!

O Cantinho da Dina

Parar é morrer e eu não quero morrer já, por isso não posso parar... tenho de bricolar!!!!

Natal

por Ideias Pintadas, em 19.12.10

Pois é, estamos quase no Natal, e como sempre, embora adore a simbologia do Natal, não gosto da epoca do Natal. Fico sempre deprimida, irritada, descontrolada, sem paciencia para ninguem. As compras, a escolha do local da ceia, as companhias... tudo. Nunca corre como eu quero, como eu acho que deva ser, com quem quero que seja. Todos os anos, o dinheiro é curto, a familia é enorme, montes de prendas para trocar. Este pro-forma de trocar prendas por trocar, irrita-me. Ter de dar prenda... não devemos ter a obrigação de dar. Porque não dar só a quem queremos, com o espirito de: vou oferecer isto porque estou mesmo a ver a cara de felicidade quando receber. Quantas vezes, oferecemos uma coisa, que é recebida com o sorriso amarelo e imediatamente arrumada, reembrulhada e mudada de nome. Já vos aconteceu receber no ano a seguir a prenda que ofereceram?... a mim já, e .... não interessa. Gostava de dar um belo jantar, só com a familia e os amigos que gosto, montes de crianças a rasgar papel... mas não. Talvez por minha causa, pela minha impaciencia, não tenho boas recordações. Chateio-me sempre com alguem. E hoje estou desanimada, chateada, e não me apetece dar o braço a torcer. Acho que vou dormir no sofá. O fim de semana também não ajudou. Trabalhei no sabado, fui a um funeral, recebi mais uma participação de falecimento de uma pessoa conhecida, fui mal tratada pela minha sogra, que além de outras coisas, continua a afirmar que ando a gastar do dinheiro dela. Nem sei quanto tem... não é meu, não me interessa. Tou farta, tou farta de dizer sempre amen. O meu pai vem passar comigo o próximo fim de semana, e como é Natal, vou juntar os dois velhotes, que nunca foram muito chegados, o Vilaça acha que devo tratar a mãe como trato o meu pai. Mas o meu pai não diz mal da filha. Enfim, tenho de acalmar, porque isto vai piorar. Mas com tudo isto, ainda tenho a agravante de o marido ter ficado sem subsidio de desemprego, a reforma ainda vai demorar, e vou ter de tentar equilibrar o meu orçamento, até ele começar a receber. Vai ser lixado, se vai. O Pai Natal este ano deu-me uma bela prenda de Natal.

 

 

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D